Choose Your Location:  

Suporte   

Entre em contato

INSTALAÇÃO SUBTERRÂNEA DA TUBULAÇÃO CORZAN® CPVC

Referências

A guia para a instalação subterrânea está baseada no seguinte:

  1. ASTM D2774: Prática padrão recomendada para instalação subterrânea de tubulação termoplástica
  2. Instruções de instalação do fabricante de tubulação
  3. Experiência da Industrial

Para obter informações e dados adicionais, consulte as normas ASTM D2774, D2321 ou F645.

 

Procedimentos de instalação

Este procedimento cobrirá os passos típicos encontrados em instalações subterrâneas: desenho de vala, preparação da vala, montagem da tubulação, colocação de tubos e preenchimento.

Desenho da Vala

O processo seguinte deve ser considerado para o desenho da vala:

  • Largura: A vala deve ter uma largura adequada para permitir uma instalação conveniente, mas tão estreita quanto possível, dependendo se a tubulação será montada dentro ou fora da vala.
  • Profundidade: A profundidade da vala deve ser suficiente para colocar o tubo e suportar o congelamento, a carga acima do solo e todos os requisitos de assentamento da vala.
  • Congelamento: A tubulação deve ser instalada pelo menos 300 milímetros abaixo da linha de congelamento.
  • Cargas: A tubulação deve ser suficientemente profunda para manter os níveis de tensão externos abaixo do nível deprojeto de tensão admissível.
  • Assentamento: O desenho da tensão será determinado pelo diâmetro do tubo e pela temperatura da operação e pode ser regido por várias normas.

Preparação da Vala

O fundo da vala deve ser contínuo, relativamente liso e sem pedras. Se são encontradas pedras salientes, estruturas duras, pedregulhos ou rochas difíceis de remover, o fundo da vala deve ser preenchido para proteger a tubulação de danos. Em tais situações, serão suficientes 100 a 150 milímetros de terra batida ou areia estratificada.

 

Montagem e Colocação da Tubulação

A tubulação pode ser montada utilizando técnicas convencionais de Cement Solvent dentro ou fora da vala, dependendo dos requisitos específicos de instalação. Durante o processo de cura, todos os esforços devem ser feitos para minimizar a tensão em qualquer junta. Para garantir isso, a tubulação não deve ser movida durante o período de cura, nem o tubo deve ser preenchido, ou de outra forma, forçado durante a cura. Veja as recomendações sobre o tempo de cura da junta para determinar os requisitos de cura exata para uma instalação específica. 

Se a tubulação foi montada fora da vala, ela pode ser colocada na vala após a cura adequada, mas absolutamente não pode ser rolada ou deixada cair dentro da vala. As juntas de tubulações muito longas devem ser devidamente mantidas assim que a tubulação é colocada no lugar para evitar tensão desnecessária.

Após a cura adequada, e antes do reaterro, a temperatura da tubulação deverá ser mantida o mais próxima da condição de operação, caso esta for mais de 10°C de diferença da temperatura ambiente. O reaterro pode prosseguir enquanto a tubulação é mantida a esta temperatura, a fim de minimizar a tensão no sistema, causando expansão e contração térmica. Se este passo for impraticável, os cálculos de tensão devem ser feitos para determinar as cargas que serão criadas devido à expansão e contração térmica forçada. Essas cargas devem então ser comparadas com a tensão de projeto deste sistema de tubulação em particular.

 

Reaterro

O reaterro deve continuar somente depois de todas as juntas do Cement Solvent terem sido adequadamente curadas e a tubulação aproxime da temperatura normal de operação, caso esta for mais de 10°C diferente da temperatura ambiente atual. A tubulação deve apoiar-se de forma uniforme em todo o seu comprimento em material firme e estável. 

O material de preenchimento deve estar livre de pedras e ter um tamanho não maior a 1/2 polegada . A tubulação deve inicialmente ser rodeada com preenchimento para fornecer entre 150 a 200 milímetros. O preenchimento deve ser compactado usando métodos vibratórios ou de inundação de água. Se a inundação de água for usada, não se deve agregar material adicional até que o preenchimento com água seja firme o suficiente para correr sobre o mesmo. O preenchimento contendo uma quantidade significativa de material de grão fino, como o limo ou a argila, deve ser manual ou mecanicamente compactado.

O restante do preenchimento deve então ser colocado e espalhado em camadas quase uniformes para preencher completamente a vala sem vazios. O tamanho da partícula para este preenchimento final não deve exceder a 3 polegadas. Deve-se usar equipamento de terraplanagem ou niveladoras pesadas para consolidar o preenchimento final.

 

Sample Header Goes Here

Calculadora de Expansão Térmica

Com a Calculadora de Expansão de Tubos Corzan® CPVC , considera a expansão linear de Corzan CPVC e o desenho em torno da tensão de compressão.

Acesse a Calculadora de Expansão

Biblioteca de Objetos BIM

Para simplificar o processo de integração de tubos, conexões e válvulas Corzan® CPVC em seus projetos CAD de plantas industriais, disponibilizamos nossa biblioteca de objetos BIM e especificações para download.

Acesse a Biblioteca BIM

Precisa de suporte de instalação?

Nossa equipe de especialistas regionais em produtos e engenharia está disponível para fornecer conselhos, informações e treinamento no local

Solicite uma Consulta